Como sair da Zona de Conforto?

Será que estamos prontos para sair da nossa Zona de Conforto (ZC) quando esta deixa de ser confortável?

Todos temos um espaço físico imaginário, onde emocional e psicologicamente nos sentimos bem, confortáveis, onde se implementam as nossas rotinas e os nossos comportamentos habituais, sem esforço. A nossa ZC são como as bermas da estrada, aquelas linhas subtis que delimitam o nosso caminho, e que receamos transpor.

Se na estrada, e dadas as regras de trânsito, isso faz todo o sentido, na vida já não é bem assim. Adoro a minha ZC, sinto me bem nela, tenho baixo dispêndio de energia, sei com o que posso contar, são poucas as surpresas e grande o nível de controlo. Apesar de todas estas vantagens, sei também que o grande desafio desta zona é justamente a possibilidade de ficar demasiado confortável. Quando a nossa ZC já não nos aporta valor, quando passa de zona de bem-estar a zona de complacência, inércia, desfoque e perda de oportunidades.

Na minha ZC durmo para repor energias, que depois gasto fora dela para conquistar os meus sonhos! (NM)

A nossa ZC tem bermas e não muros, mas como ultrapassa-los?

A – Define um plano progressivo ao invés de sair à maluca

Se a ZC é o único que nos separa dos nossos sonhos devemos progressivamente alarga-la, e quanto mais progressivo for o processo mais facilitada será a mudança e o seu alcance.

  • o que quer que esta fora da sua ZC? (escreva um dos seus sonhos)
  • o que está a impedir de o perseguir? (qual o medo que não deixa sair)
  • quem pode apoiar e acompanhar este processo? (dê um pequeno passo e peça feedback ou reveja o resultado)

B – O desconforto pode ser bom

Quando saímos da ZC o mais normal é que se sinta desconforto. Nesta fase a repetição é a alma do negócio. Quando comecei a fazer as primeiras sessões de Coaching e formações sentia-me muito desconfortável (antes, durante e depois da experiência) e por vezes acabamos a pensar que se calhar não foi uma boa ideia. Contudo, este é apenas um indicador que estamos a ter novas experiências (que se forem desejadas), que ainda não dominamos.

  • pense agora num exemplo do passado, uma saída da ZC que tenha sido desconfortável e que á medida que continuou a implementa-la o conforto voltou

C – Define as novas bermas antes de sair da ZC atual – plano 3A

Ao invés de avançar para a vastidão do desconhecido, defina antes de sair, quais os novos limites. Faça um plano 3A:

  • Acredite – no inicio da minha atividade de coach, apesar de ainda não ter muita confiança nem pratica, acreditava profundamente que este era o caminho para ajudar pessoas e materializar o meu sonho de #inspirarmudancaspositivas
  • Ajuste – ir verificando, à medida que saímos da ZC, o que funciona e o que não funciona permite adaptar os nossos comportamentos, para que o difícil se torne cada vez mais fácil
  • Avalie – a nossa mente gosta de antecipar desfechos, mas nem sempre o faz da forma mais positiva e favorável. Pensar que “isto vai correr mal”, “eu não vou ser capaz”, tendem a paralisar. Nesse momento pergunte-se: “este meu pensamento é factual? O que poderá correr bem se eu avançar?” Avalie os seus pensamentos e atribua-lhes carga positiva pois facilita a saída da ZC.

Pronto para sair da sua ZC?

O que esta fora da sua ZC que seria deveras aliciante alcançar?

Dê agora o primeiro passo com base nas dicas partilhadas.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *