A minha maior aprendizagem!

Quando pensa em tudo o que aprendeu até á data ao longo da sua vida, o que lhe vem à mente?

Lembro-me de aprender a andar, de aprender a ler e escrever na escola, de aprende a apertar os atacadores do sapato, de rapidamente aprender novos jogos e brincadeiras, e nesta altura aprender parecia simples.

Mais à frente lembro de ter que aprender a lidar com o erro, com a rejeição, com a crítica, de ter que aprender o que fazer, como fazer e em quem confiar. De ter que aprender a lidar com emoções novas, com desafios novos, com pessoas difíceis, nesta altura aprender era mais desejável que viável.

Hoje acredito que a aprendizagem é uma dinâmica vitalícia, somos professores e alunos da vida a tempo inteiro e são aqueles que conseguem definir bons e sólidos pilares de aprendizagem os que mais crescem e se enriquecem. E quais poderão ser esses pilares?

“Nunca deixe que alguém seja uma prioridade na sua vida, se para essa pessoa for apenas mais uma opção. Se eu quero receber amor, devo dar amor; se eu quero que me amem, devo ser capaz de me amar primeiro”

“Sou a principal responsável pelo significado que atribuo à minha vida, eu não sou um resultado do que me acontece; o que me acontece é o resultado da perceção que eu crio dessa realidade”

“A minha felicidade é um estado da mente que posso alcançar a qualquer momento, eu sou a única responsável por sorrir mais, vivenciar mais as boas experiências e relativizar as menos importantes, a minha felicidade só depende de mim”

A capacidade de cada um poder usar a sua aprendizagem pessoal como inspiração aos outros é diretamente proporcional da sua capacidade de se deixar inspirar por eles. Há que ter a coragem de partilhar mas também a humildade de saber receber.

Qual a sua maior aprendizagem até à data?

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *