3 limites que aumentam resultados

Alguma vez deu por si a pensar que impor alguns limites na sua vida podiam aumentar a qualidade da mesma?

Numa conversa, aparentemente casual, alguém me perguntou em que acreditava mais:

“Que a vida é ilimitada e devemos sonhar sem barreiras!” ou “Que devemos sonhar com limites pois quanto maior a ambição maior o tombo!”.

Achei as duas perspetivas deveras interessantes pois o que realmente acredito, e muitos dos estudos nesta área sustentam, é que devemos ser ambiciosos nos nossos sonhos e simultaneamente, conscientes dos nossos limites para poder supera-los e estabelecer escolhas seletivas para potencializar resultados.

Deixo aqui 3 dicas de como usar esses “limites” a favor dos nossos resultados:

1- Limita os teus objetivos. – Como assim, perguntam vocês, então não devemos ter objetivos?? Se eu comprar uma bela parcela de terreno e semear ao mesmo tempo batata, cenouras, melão, salsa, e mais uns 3 ou 4 outros produtos o que acham que vai acontecer?  Esta metáfora serve as nossas vidas pois quando disparamos para vários objetivos ao mesmo tempo será que os conseguimos concretizar com qualidade?

Sugestão: desenhe os seus objetivos nas várias áreas da vida, e sim devemos ser ambiciosas, mas limite-os por prioridade e importância. Nos Workshops de Auto Coaching e nos Workshops de Propósito e Paixões trabalhamos estratégias para identificar o “objetivo alavanca” e “ as paixões prioritárias”, pois só assim aumentamos a eficácia e a qualidade das nossas vidas.

2- Limita a exclusividade de tarefas – Como assim, perguntam vocês, então não devemos concentra-nos numa tarefa de cada vez? O nosso tempo é limitado, cada vez mais somos bombardeadas de imprevistos, tarefas adicionais no trabalho, multi-papeis e o tempo para executar tudo isso é sempre o mesmo. Nesta abundância de tarefas normalmente, e de forma inconsciente, lesamos algumas experiências que são prioritárias para a nossa qualidade de vida. Deixamos de treinar, comemos á pressa, não lemos. Uma forma simples de adicionarmos rentabilidade e qualidade às nossas vidas é definirmos uma ou duas estratégias de conciliação de tarefas.

Sugestão: Costumo perguntar aos meus clientes de Coaching Psicológico que sofrem de “falta de tempo” a seguinte questão: “Que tarefas não negociáveis pode emparelhar com tarefas desejáveis?” E as respostas são fantásticas: “posso correr enquanto ouço um audiobook de desenvolvimento pessoal”; “posso fazer as chamadas pendentes enquanto conduzo entre trabalho e casa (com auricular claro)”; posso ensinar matemática aos meus filhos enquanto brinco com eles”,….

3- Limita quantidades – Quantidade nem sempre é qualidade! Comer muito ás vezes sabe bem mas faz mal; sentar no sofá uma tarde inteira é recuperador mas nem sempre é produtivo; guardar toneladas de roupas e de pertences no armário pode ser confortável mas ocupa espaço valioso do nosso tempo e da nossa vida. Por isso dar espaço para o que realmente é importante ajuda a aumentar o nosso bem-estar e a nossa qualidade de vida!

Sugestões:

Limite a quantidade de comida que come, coloque um prato mais pequeno ou use um medidor

Limite a quantidade de pertences que tem definindo um espaço e uma quantidade para cada categoria

Limite o tempo que despende por dia em atividades com pouco retorno (faça a sua lista)

Limite a quantidade de tempo que investe com pessoas que não lhe adicionam valor

E faça um favor a si mesma, depois de testar alguns destes limites, aprecie cada momento que vai ter a mais ao longo do seu dia e faça dele um momento prioritário e memorável.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *