3 ações simples que alimentam a motivação!

Acredito que todos nós em alguns momentos já tivemos falta de motivação. Mesmo sabendo o que queremos, às vezes, custa seguir em frente, lidar com os desafios e continuar a acreditar que vale a pena acordar de manhã e correr atrás dos nossos sonhos! Esses são os momentos em que mais devemos investir na auto motivação.

E o que fazer para despertar este ingrediente essencial para o sucesso?

1- Pessoas motivadas sabem o que querem e dão sempre o primeiro passo

É um tanto ou quanto difícil estarmos motivados sem motivos. As pessoas motivadas, tem objetivos, sabem que as suas ações diárias são meios para atingir fins maiores e tem motivos fortes e inspiradores para o fazerem. Sabem que dar o primeiro passo nem sempre é fácil e por isso comprometem-se planeando qual o passo a dar e quando dar.

  • À noite faça uma lista das ações não negociáveis para o dia seguinte
  • É muito fácil desfocarmos das nossas tarefas quando temos distrações. Identifique-as e elimine-as (tv, facebooks e afins). Use as distrações prazerosas como prémio como prémio para se gratificar depois de executar as tarefas.
  • Use a técnica dos 15 minutos. Estudos comprovam que quando estamos a adiar fazer algo, permitirmo-nos experienciar a tarefa por apenas 15 mts pode acabar por ser o estímulo necessário para lhe dar continuidade. Na pior das hipóteses adiantou serviço.

2- Fazer listas pode ajudar na auto motivação

Faço muito auto coaching através de listas, ajuda-me a estruturar o pensamento e manter o foco e a motivação. Listas de to dos, listas de pros e contras, listas de sonhos. Mas a minha preferida é a lista do ganho maior da execução das tarefas. Experimente estas perguntas:

  • Quando terminar esta tarefa como me vou sentir?
  • Quando terminar esta tarefa o que vou ganhar, o que vou ter mais, qual o benefício?
  • Terminar esta tarefa vai-me permitir ter mais tempo para quê?

Como as duas grandes alavancas da motivação/ação são a fuga à dor a busca do prazer pode experimentar também estas questões:

  • Como me vou sentir se não fizer esta tarefa?
  • Quais vão ser as consequências, custos e perdas?
  • Não fazer esta tarefa agora que impacto pode ter?

3- Pessoas motivadas sabem usar os recursos para mudar forma de encarar as coisas

Nem sempre o nosso estado emocional é o mais indicado para seguir caminho. “Estou cansada, tenho medo, não tenho vontade” são algumas das expressões que dizemos a nós próprios e que sabotam a nossa motivação. Conseguir identifica-los e agir no sentido de alterar esses estados é fator crucial na motivação para a ação. Criar hábitos de apoio também pode ajudar:

  • associar tarefas a estímulos prazeroso (musica, execução num local agradável, assumir compromisso com terceiros)
  • auto competição. A comparação com terceiros pode ser desmotivante (principalmente quando usamos figuras de referencia extremadas) mas olhar para o nosso passado e perceber que somos hoje mais que ontem, que fazemos hoje melhor que ontem e que os nossos resultados do presente são consequência de tudo o que no passado executamos… isso sim é motivador!

Quando a motivação me falta, porque falta a todos, eu faço as minhas listas, coloco a minha musica inspiradora, recordo todos os sucessos e conquistas que já fiz no passado quando me sentia motivada e começo a agir, pois sei claramente como me vou sentir depois de o fazer…vale sempre a pena.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *