10 regras para potencializar os seus resultados num processo de Coaching

Desde 2006 que regularmente ajudo pessoas a serem coachs de si próprias, a aprenderem uma estrutura simples mas poderosa de alavancarem resultados, gerirem emoções e potencializar níveis de Felicidade e Sucesso. 

Quem me conhece e acompanha sabe que sou hoje bem-sucedida e muito mais feliz que no passado. Como?, perguntam-me muitas vezes!!! Pois bem começo por gerir as vossas expetativas: é simples mas não é fácil. Simples porque qualquer uma das 10 dicas que vou partilhar são viáveis de execução imediata; nem sempre fácil porque a maioria de vocês vai ler e nada fazer, alegando este ou aquele motivo.

O meu desafio para vocês: escolha pelo menos uma destas dicas e invista nela como uma pequena mudança de um trajeto que se chama auto desenvolvimento e partilhe connosco o primeiro passo que o vai levar certamente ao novo e melhor resultado….

1- Defina com extrema clareza a sua intenção para o trabalho de Coaching

O que quero melhorar, o que quero ter mais na minha vida, de que sinto falta agora que se estivesse disponível me faria mais feliz? O que é que eu realmente quero que faria a minha vida passar para o nível seguinte?

2- Escolha o seu coach como escolheria uma nova casa

Sei que parece estranho mas um bom coach é alguém com quem deve sentir segurança e empatia. Ninguém compra uma casa sem antes analisar e avaliar o investimento que vai fazer, o mesmo deve fazer quando escolher fazer Coaching, peça referências, pesquise, procure opções e experimente antes de “comprar”

3- Comprometa-se consigo

Um trabalho de auto Coaching pode ser orientado mas só produz resultados sólidos quando existe compromisso e consistência. Comprometa-se com um período de tempo semanal para si e o seu trabalho de Coaching, faça as tarefas acordadas, mantenha a regularidade das sessões. Dificilmente sentirá a diferença se fizer “coaching em part-time”, faça deste processo uma rotina tão importante como dormir!

4- Esteja atento/a à mudança interna (insights)

Muitos dos meus clientes desejam resultados reveladores e grandiosos, o que por vezes acontece mas será que também não é um progresso, sentir pequenas mudanças positivas, nem que só em determinados momentos quando antes eram apenas um desejo? Não será revelador sentir menos ansiedade e stress mesmo que só em dados contextos; ter mais momentos de paz interior nem que só pontualmente; sentir-se bem consigo própria/o e perceber que afinal tem dentro bem mais do que aquilo que acreditava, mesmo quando ainda não sabe muito bem como aceder a isso?

5- 4- Esteja atento/a à mudança interna (outsights)

Sem consciência não há mudança e muitas vezes as pessoas á nossa volta tem um papel importante. Experimente perguntar aos seus amigos que melhorias notaram em si nos últimos tempos e fique aberto á resposta. Páre para se perguntar: que evidências tenho externamente que validem algumas das minhas mudanças? Estou hoje no mesmo sitio que estava à um ano atrás? O que mudou?

6- Acredite em si e no processo

Não acreditar em si e como querer que lhe sai a lotaria sem jogar, dificilmente vai acontecer. Não acreditar no processo é quase como comprar uma lotaria e nunca olhar para os números para ver se saiu. Vale sempre a pena, vai sempre haver mudança e progresso. Haverá alguém que mereça mais do que “eu” ter resultados positivos? Aceite o processo e a sua capacidade de beneficiar dele, este é o primeiro grande passo.

7- Prepare uma lista de perguntas, duvidas e curiosidades que queira ver respondidas

Não aceda á primeira interação apenas com a curiosidade de saber o que é, vá mais além. Pense em tudo o que precisa saber para tomar a sua decisão, seja audaz e coloque num papel, se o coach não lhe responder proactivamente pergunte. Afinal a base do Coaching são as boas perguntas – comece já a treina-las!

8- Não adie a sua decisão por motivo algum

Já várias pessoas mostraram interesse em fazer Coaching mas as “desculpas” (motivos que justificam a não ação) tendem a ser mais fortes e presentes que as “soluções” (motivos que nos levam a agir independentemente dos obstáculos). Descubra as suas desculpas para não fazer e peça ao seu coach ajuda para encontrar soluções

9- Procure um grupo de apoio potencializador

Qualquer mudança positiva que façamos na nossa vida é muito mais fácil de gerir e manter quando temos um grupo de influência positivo, pessoas que nos apoiam, que nos suportam nesse processo de mudança, que nos acompanham ao invés de nos julgar ou criticar. Escolha quem são essas pessoas certas para si neste processo e reforce o seu crescimento.

10 – Divirta-se no processo

Pense rapidamente em algumas das suas boas memórias na vida, em mudanças que lhe deram prazer implementar e em tudo o que o faz sorrir….Se não nos estamos a divertir no que estamos a fazer, provavelmente não estaremos a fazer muito bem. Divirta-se no processo, encontre a sua forma; ria-se de si e dos seus erros mas aprenda com eles; chore quando se emocione, mas saiba aceitar as suas emoções e divirta-se a entende-las; use o tempo de “self-Coaching da forma mais divertida possível, ouça música, vá para um sítio especial…

Para mim fazer Coaching foi um marco de mudança inspirador e por isso decidi que, até ao final do ano, todos os meus seguidores que me enviem um email, recebem de oferta uma sessão de Coaching inicial. No email deve constar o motivo pelo qual gostaria de beneficiar desta sessão e incluir uma frase ou objetivo com o hashtag #inspiringpositivechanges.

1 reply

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *